"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

PÉS NO CHÃO (Poesia)



Minha mente antes confusa,
Hoje voltou à razão.
Voltei a sentir o meu chão.
Aprendi a falar sobre coisas,
Que me aprisionavam até então.

Aprendi a passar mais tempo comigo,
Ouvindo-me, sentindo-me,
Curtindo-me de montão.
Farei coisas que tenham sentidos ou não.
Ouvirei apenas o que disser meu coração.

Chorarei se for preciso,
De tristezas ou não.
Esquecerei bofetadas antigas,
Que me machucaram sem compaixão.

Vou sorrir simplesmente por sorrir.
Vou tomar vinho quente em pleno verão.
Não ficarei mais calada.
Hoje, finalmente eu aprendi a dizer Não.
Regina Gois

2 comentários:

  1. É sempre bom recomeçar e aprende, não é?
    Belos versos.

    Silvia Abidul

    ResponderExcluir
  2. Em primeiro lugar,gostei muito da sua visita e comentário sobre meu poema, fico lisonjeado quando pessoas instruídas lêem minhas coisas e ainda perdem um pouquinho do seu tempo pra elogiar, ou as vezes criticar...Muito obrigado!Seu blog é bem limpo, gostoso de ler, e quanto ao seu poema, é bem o que eu acho!As vezes as pessoas procuram uma felicidade fora de si, e se escravizam afetivamente à outras pessoas só por que não aprenderam olhar para as riquezas interiores!!!Abração guria,fica na paz!!!

    ResponderExcluir