"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

LEMBRANÇAS (poesia)



Lembranças

Em minha mente,
Guardo doces lembranças,
De um lindo e longo verão.
Onde os olhares eram mais intensos,
Com muito mais esplendor.
Os botões das rosas se abriam,
Livremente sem nenhum pudor.
Encantando os arredores com aromas
E uma infinidade de cores.

Deixava o calor do seu sorriso me aquecer.
Não corria tanto,
Sentia pela primeira vez, um imenso
prazer em apenas viver.

Caminhava lentamente,
apreciando a plenitude
de cada entardecer.
E me deixando envolver
pela ternura do anoitecer.
Tendo toda a liberdade de sonhar,
mesmo que fosse só por sonhar.

Ansiava apenas pelas manhãs,
onde teria novamente teu ombro
Amigo, para me acolher.
Era simplesmente contente
e agradecida.
Por estar ali, conviver e aprender.


Regina Gois

4 comentários:

  1. Lembranças, memórias da vida.
    Muito bom o poema!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, deixei 2 selinhos no meu blog para si, passe por lá :)
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Regina, pode ir buscar mais 2.
    Dedico-os a si e ao seu blog, é um dos meus preferidos.
    beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Aii que linda essa !!!
    Amei Bjos ...

    ResponderExcluir