"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

O preguiçoso (CRÔNICA)


O Preguiçoso
Das Dores chega em casa e encontra o marido novamente estirado no sofá.
Pensa “A preguiça é uma desgraça!”
- Você continua dormindo, homem?
-Não, você acabou de me acordar. Estava até sonhando, mas você como sempre chegou para me atrapalhar.
-Minha mãe estava me perguntando se você já tinha arrumado emprego!
-O que ela tem a ver com a minha vida? Velha enxerida. Cruzes! Eu não devo nada a ninguém e sempre tem gente querendo cuidar da minha vida. Que saco!
-Ela se preocupa comigo, acha que trabalho demais enquanto você fica só em casa vendo TV, comendo e dormindo.
-Eu também já disse que você trabalha demais e nunca tem tempo para ficar comigo vendo TV, comendo e dormindo. Isso mina qualquer relação, viu?
-Se eu ficar em casa, quem vai trazer dinheiro para pagar as contas?
-É só não fazer contas, veja o meu caso; não trabalho e também não tenho contas.
-Como não tem contas, homem? Para de falar bobagem!
-O trabalho acaba com o homem, isso é certo! O trabalho mata. Veja o caso do meu avô e do meu pai.
-O que tinha o seu avô? Ele viveu até os 86 anos.
-Teria vivido mais se não trabalhasse.
-E seu pai, ainda esta vivo ou morreu? E você teve preguiça de me avisar?
-Tá morre não morre, com um pé na cova e o outro também, não reconhece mais ninguém, culpa do trabalho que destruiu o cérebro dele. Eu é que não caio nessa, quero chegar aos meus cento e trá-lá-lá, assim novinho, saudável, sem nenhuma ruga.
-Enquanto isso eu é que vou te alimentar e te vestir, não é?
-É uma escolha sua, querida, você gosta de trabalhar. Eu gosto de ficar aqui descansando e esperando você chegar.
-Esse papo não leva a nada. Boa noite, vou dormir, estou muito cansada.
-Boa noite, benzinho! Amanhã, antes de sair para trabalhar não se esqueça de deixar uns trocados para o meu cigarro.

Um comentário:

  1. Só sofre quem quer né? Se essa foi a escolha dela, fazer o quê??

    ResponderExcluir