"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

terça-feira, 5 de outubro de 2010

INOCÊNCIA


Foi tudo tão de repente,
Disseram-me que estavas dormindo.
Eu era tão pequena que acreditei fielmente.
Não dava para sentir que estavam mentindo.

Estavas tão linda de branco, fiquei contente.
Perdoa-me, não sabia que estavas se despedindo.
Parecia serena e tão diferente,
Não consegui perceber que deveras estavas partindo.

Quando me tornei menos inocente,
Entendi melhor que não estavas fugindo.
Percebi então, que nunca mais estarias presente.
Pois eternamente estarás dormindo.

Regina Gois

4 comentários:

  1. Ai,ai,ai..essa mulher quer "acabar" com a gente!! chuif,chuif!! que sensibilidade, meu Deus!!

    ResponderExcluir
  2. Traduzir o sentimento em palavras, principalmente palavras escritas é um dom espiritual, não é para qualquer um.

    ResponderExcluir
  3. Nossa Rê, esse não tinha lido ainda, tocou no fundo da alma!! :´-(

    ResponderExcluir
  4. é..... muito triste e comovente a sua historia q acompanhei de perto nao da p/ imaginar o sofrimento q vc passou, mas nada como o tempo p/ pode pelo menos amenisar um pouquinho dessa dor claudia maria

    ResponderExcluir