"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

ADOLESCÊNCIA

Sorridente você nasceu
Chamava-me apenas com o olhar
Beijava-me calmamente ao se deitar
Eu sempre corria para te acalentar

Silenciosamente você cresceu
De repente não quer mais conversar
Não sei onde você se perdeu
Não me deixa mais te abraçar

Enquanto você diz coisas sem pensar
Eu serenamente me ponho a rezar
Para entender o que te aconteceu
E para você voltar a me amar.


8 comentários:

  1. Ah Rê ... que coisa mais linda !
    O bom de td isso é...
    saber que ele continua sorridente;
    fala muito com o olhar e
    continua a te amar !
    Bjos !

    ResponderExcluir
  2. Isso emociona a gente, sabia?? Tô me segurando prá não chorar!!

    ResponderExcluir
  3. EU QUERO UM POEMA PRÁ MIMMMM...!!!!

    ResponderExcluir
  4. Não pude deixar de chorar com esse poema, muito tocante mesmo... Beijos, Vania.

    ResponderExcluir
  5. Assim não dá, assim não pode ser. Tudo faz a Vânia chorar.
    Obrigada linda!
    Sei o quanto você é sensível.

    ResponderExcluir
  6. Rê, esse não tinha comentado e não podia deixar de comentar. Muito lindo e emocionante mesmo! Concordo com a Marilyn... mtas vezes pessoas queridas e próximas podem nos magoar, não agir da forma q a gente idealiza, não estar de acordo com nossos pensamentos, mas não significa q não nos amam...
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. É isso aí Janoca..é a mais pura verdade...temos certeza que esse amor é recíproco Rê..fique tranquila,apenas eles tem outro jeito de amar, só isso...

    ResponderExcluir
  8. Não é possível que foi ela mesma quem fez esse poema... Não teria essa capacidade..kkkkk.. bjs.. Lindo, lindo, lindo!!!!! Autor desconhecido (pra variar).......

    ResponderExcluir