"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

SER DIFERENTE

Não adianta disfarçar
Tentar rir ou gargalhar
Besteira querer parecer satisfeito
Se escondendo para não perder o respeito

Está estampado em seu olhar
A necessidade de divagar
Por que tudo tem que ser do mesmo jeito?
Nem todo mundo pode ser perfeito

Às vezes te dá uma vontade louca de criar
De repente qualquer coisa te faz desanimar
Somente os amigos conseguem aceitar
Que às vezes precisas se isolar.

3 comentários:

  1. Oi Rê, li todos os contos, mto legais! Você tem se mostrado uma boa escritora hein? Sempre surpreendendo essa mulher... ;) Jane

    ResponderExcluir
  2. é verdade...a vida da gente é um pouquinho de tudo isso..vc transferiu os nossos sentimentos para esse conto!!

    ResponderExcluir
  3. Rê, só você consegue fazer um auto-retrato com tanta inspiração. Parabéns!!

    ResponderExcluir