"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

terça-feira, 19 de outubro de 2010

HIPOCONDRÍACO? (CRÔNICA)


_Alô! Filha?
_Oi pai, tudo bem? E a mamãe?
_Sua mãe está ótima, eu é que não ando muito bem.
_O que é que o senhor tem hoje?
_O de sempre, as dores nas costas, nas pernas, enxaqueca, palpitação no peito, pressão alta, queimação no estômago e a infeliz da hemorróida.
_O senhor está tomando os remédios direitinho?
_Claro!  De manhã, tomo quatro comprimidos para a dor de cabeça, antes mesmo dela começar, é melhor prevenir, não é?  Depois tomo o da pressão alta, tomo outro para a depressão,  e como já sei que terei  queimação no estômago, tomo um também  para o estômago.
_Ah! Então está tudo controladinho, que bom.
_Tá nada! A insônia está acabando comigo. Tem uma semana que estou sem o meu Lexotan. Então não durmo nada durante a noite. Fico andando pela casa feito um zumbi.
_ Pai, é só não tomar café à noite, que o sono vem.
_Vem nada minha filha, preciso do meu remedinho para dormir, já estou acostumado, só que as farmácias daqui não vendem sem a receita do médico.  Já não sei mais o que fazer. Liguei para todos os seus irmãos, e nada.  Foi por isso que eu resolvi te ligar, quem sabe você consegue aí, na sua cidade.
_Ora pai, esses remédios de tarjas pretas, não se compram sem receita médica em lugar nenhum. É controlado pelo governo.
_Ah... filha, eu achei que seria mais fácil. Sabe como é cidade pequena, todo mundo é amigo de todo mundo.   De repente você é amiga da esposa do dono da farmácia e então...
_Que ideia, pai! Você sabe que não é assim que as coisas funcionam, lei é lei em qualquer lugar.
_Tá bom, então vê se consegue comprar Rivotril ou Carbamazepina.
_Mas pai, esses também são controlados, não são?
_Ah... São mesmo. Veja que minha cabeça também não anda boa. É essa maldita insônia.
_Tá bom pai, vou orar para o senhor melhorar.
_Bom, ora também para eu conseguir o remédio, tá bem?
_Agora me deixa falar um pouquinho com a mamãe. Tchau!
_Tchau filhinha, te amo.
_Também te amo Pai.
_Oi filha, tudo bem? Eu não já te disse para não perder tempo ouvindo as loucuras de teu pai?
_Coitado Mãe! Ele está sofrendo muito com a insônia. Faça um chá de camomila para ele à noite.
_Que chá, que nada!  O que ele precisa fazer é parar de dormir durante o dia.  Como é que uma pessoa quer ter sono à noite se dorme o dia inteiro?
_Ah, então é isso! Bem mãe, eu vou desligar agora, tá?
_Tá bom filha, fica com Deus. Espera aí, teu pai está dizendo alguma coisa.  -ouço meu pai gritar ao fundo: “Pede para ela comprar R$ 20,00 de AAS”.
_Mãe, AAS ele pode comprar em qualquer farmácia.
_Ele está dizendo que o AAS daí é mais barato.
_Mas se eu mandar pelo correio sai mais caro, não sai?
_Elaine, você sabe como seu pai é. Ele disse que o AAS daí tem uma  embalagem mais bonita, mais alegre. Compra que ele vai dar um jeitinho de ir buscar. Tá bom?
_Tá bom mãe. Fala para ele que eu compro. O Marcio e as meninas estão mandando um beijo.
_ Dê um beijo neles também. Tchau!

6 comentários:

  1. Rê, não acredito!! tô morrendo do rir..eita nóis que tamu ficandu importanti, uai!! kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Nossa ficou muito bom!
    fala nisso mandei um e-mail para vc, dizendo que
    não posso dar aula hoje, pois estou ruim,
    beijos
    Raphaela, professora.

    ResponderExcluir
  3. Esqueci de comentar esse, mas adorei tb! Tudo a ver!!!! kkkkkk

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkkkkkk muito bom, relatou direitinho a realidade, esse pai....

    ResponderExcluir
  5. Rê, muito bom!! Esse é o nosso paizinho! E tira os remédios dele para ver, ele morre rsrsrs
    bj grande, Lica : )

    ResponderExcluir