"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

sábado, 6 de novembro de 2010

DESEJO (POESIA)









Com o olhar de sertanejo,

O céu nublado começo a vasculhar.
Esperançoso e cheio de desejo.
Vejo apenas uma noite sem luar.

Sinto seu cheiro e logo vejo,
Pequenas gotas rolando no ar.
Como um bobo eu logo festejo,
As folhagens que voltaram a brilhar.

Inebriado com a leveza do ar,
Minha alma se deixa levar.
Querendo apenas ouvir
O doce barulho do teu gotejar.

Quando na terra começas a tocar
Eu não me contento só em olhar,
Quero também me deitar,
E em tuas águas me abandonar.






11 comentários:

  1. que gostoso né? a gente viaja, só viaja...

    ResponderExcluir
  2. Gostei! Hummm, mas o que quis dizer com esse conto hein? rsrs

    ResponderExcluir
  3. A gente viaja com o barulho das águas...tem coisa melhor que cheiro de chuva e barulhinho de água??

    ResponderExcluir
  4. A chuva é linda em qualquer lugar, mas aqui em Nova Odessa, ela tem um significado muito especial. Não só a chuva, vocês já viram o Céu de Nova Odessa à noite? É simplesmente maravilhoso.

    ResponderExcluir
  5. Tá certo.... tá certo!!!!!! rs

    ResponderExcluir
  6. Muito gostoso mesmo, ainda mais em NO....hummmmm Não vejo a hora do meu dia chegar e em NO eu ir morar, para com minha família me deliciar e meus amigos convidar para de minha alegria compartilhar IUHUU

    ResponderExcluir
  7. Eita gente, olha a Vania querendo concorrer a poeta tb, pior q a danada tá mandando bem!!! Q legal! rs

    ResponderExcluir
  8. Linda poesia. Eu também sou um amante da chuva e fico emocionado com a ternura colocada em cada verso. Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. belos versos POETISA REGINA essa é a poeia que me faz bem!
    J R (Sarau)

    ResponderExcluir