"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

domingo, 7 de novembro de 2010

GUTA

         Para Guta
Ela que sempre me fez feliz,
Hoje me deixou triste.
Adeus minha gatinha sapeca.
Quando eu parar de chorar,
E na terra te acomodar...
Algumas linhas vou te dedicar. 

11 comentários:

  1. Eu que acompanhei de pertinho, também sinto muito!! Vc vai fazer falta, Guta!!

    ResponderExcluir
  2. Imagino sua dor... pois eles nos enchem de alegria! Ainda bem q tem a Meg, que transmite mta energia tb e tem tanta ternura! Eles são amigos carinhosos, sem interesse algum, são
    dóceis e mimosos! E ao nos verem chegando, de alegria fica pulando, q momento gostoso!!

    ResponderExcluir
  3. Olha aí a Jane, dando uma de poeta também...que bonitinha!! rs

    ResponderExcluir
  4. Com certeza a gatinha querida já tinha cumprido sua missão: Que é de ensinar a doação sem recompensas.
    SENTIREMOS SAUDADES GUTA!

    ResponderExcluir
  5. Eu conhecia os músicos da família, agora estou conhecendo os poetas.Que legal.
    Vamos Jane!
    Mande um poema.

    ResponderExcluir
  6. Ai gente, q poeta q nada, é apenas um dia ou outro q bate uma inspiraçãozinha! rs Bjos ;-)

    ResponderExcluir
  7. Eu não tenho o dom da poesia, mas tenho muito amor no coração; escrever palavras de conforto gostaria, mas fica aqui pelo menos minha consideração. Amo você Rê, vai superar essa perda. Beijinhos, Vania.

    ResponderExcluir
  8. Obrigada pelo carinho. Estou vazia...falta um pedaço, não consigo organizar meus pensamentos.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, olha a Vania aí tb mandando ver!!! Adorei o comentário!!!!!

    ResponderExcluir
  10. A nossa família é ímpar mesmo, não tem jeito..obrigada Rê, Janoca, Vania, Lica, Ivany, Jandira..todas essas mulheres lindas, fortes e maravilhosas que fazem da nossa família o que ela é!!

    ResponderExcluir
  11. aai Gutinhaa *.* Que saudade tenho delaa!

    ResponderExcluir