"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

SINA DE MÃE (Poesia)

Quem ama toma conta,
protege.
Sem querer controla.
Muitas vezes chora,
até implora.
Mil vez perdoa.
Não se isola,
não ignora,
não vai embora.
Regina Gois

3 comentários:

  1. E que sina, meu Deus...como a gente sofre!! Mas para isso deve ter uma recompensa né?
    Beijão Rê e mais uma vez, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. É... faz parte da vida... crescimento, aprendizado!!!! Bjos

    ResponderExcluir