"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

quinta-feira, 28 de abril de 2011

ROTA PARA DOURADOS


Estou trilhando um caminho encantado,
sem planos, sem pressa.
Somente uma coisa me interessa,
curtir essa longa estrada deserta,
com pastos por todos os lados.

O vento traz um cheiro gostoso de mato,
de terra...
de gado...
Já posso ver o céu alaranjado,
de um lindo fim de tarde iluminado.

Estou a caminho de Dourados,
terra dos  Guaranis, dos Kaiwás, dos Terenas,
minha gente linda, alegre
de pele morena.

Ao meu lado passa uma boiada,
deixando no ar uma poeira avermelhada.
A vasta planície deixa meus olhos encantados.
Logo, logo estarei em Dourados .


REGINA GOIS


8 comentários:

  1. Que lindo Rê! Viajei junto com a poesia... Beijinhos, Vania.

    ResponderExcluir
  2. Que bom Regina, por momentos me senti nesse lugar.
    Um abraço apertado
    oa.s

    ResponderExcluir
  3. Tia fazia tempo que eu não entrava aqui,mas você continua escrevendo muito bem !Muuito linda a poesia !

    ResponderExcluir
  4. Queridas, obrigada pelo carinho.
    Eu não tive a capacidade de descrever tudo o que vi,minha mente ficou deslumbrada com tanta beleza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Maah! Seja bem vinda. Obrigada pelo comentário. Senti saudades.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Rê, to de voltaaaaa! Linda a poesia,tb me senti envolvida por ela! Parabéns sempre! Bjo.Jane

    ResponderExcluir
  7. Rê,senti cheiro de poeira,de terra,de um passado não tão distante,de pai.Obrigada!Bj.

    ResponderExcluir
  8. Jane e Neth, minhas queridas. Senti saudades de vocês. Sejam Bem Vindas!
    Beijos

    ResponderExcluir